• + [051] 998311023
  • rudineimoralescontato@gmail.com

O Teatro de Caixa

O Teatro de Caixa \ Dezembro de 2019

O Teatro de Caixa

Brique da Redenção – Área dos Antiquários – Porto Alegre – RS

01 de Dezembro de 2019 – à partir das 10h

Apresentação ao Chapéu

Festa Literária da Periferia \ 2019

2ª Festa Literária da Periferia

O Teatro de Caixa

Praça Oliveira Rolim – Porto Alegre – RS

24 de Novembro de 2019 – 15h

Realização BeaBah – Bibliotecas Comunitárias do Rio Grande do Sul

Fotografia de Carol Ferraz

O Teatro de Caixa \ Novembro de 2019

O Teatro de Caixa

17 de Novembro de 2019 – à partir das 10h

Brique da Redenção – Área dos Antiquários – Porto Alegre – RS

Apresentação ao Chapéu

Fotografia de Marcelo Fabian

Feira do Livro \ Minas do Leão \ 2019

15ª Feira do Livro de Minas do Leão

O Teatro de Caixa

08 de Novembro de 2019 – 10 e 14:30h

Praça Ari Luz – Minas do Leão – RS

O Teatro de Caixa \ Só em Cena \ 2019

4ª Mostra Só em Cena – Mostra de Solos e Monólogos de Maringá

Brechó da Humanidade

17 de Outubro de 2019 – 15h

Praça da Catedral – Maringá – PR

O Teatro de Caixa \ Setembro de 2019

O Teatro de Caixa

Brique da Redenção – Área dos Antiquários – Porto Alegre – RS

01 e 22 de Setembro de 2019 – à partir das 10h

Apresentação ao Chapéu

BS Festival \ Porto Alegre \ 2019

BS Festival 2k19

O Teatro de Caixa

17 de Agosto de 2019 – 15h

Rua Buarque de Macedo – Porto Alegre – RS

Fotografia de Júlia Kayser

O Teatro de Caixa \ Agosto de 2019

O Teatro de Caixa

11 e 25 de Agosto de 2019 – à partir das 10h

Brique da Redenção – Área dos Antiquários – Porto Alegre – RS

Apresentação ao Chapéu

Fotografia de Rosângela Conde

O Teatro de Caixa \ Julho de 2019

O Teatro de Caixa

21 de Julho de 2019 – à partir das 10h

Brique da Redenção – Área dos Antiquários – Porto Alegre – RS

Apresentação ao Chapéu

Circuito Laguna \ Julho de 2019

O Teatro de Caixa

06 de Julho de 2019 – 10h

Praça Anita Garibaldi – Laguna – SC

13 de Julho de 2019 – 10h

Mercado do Produtor – Garopaba – SC

14 de Julho de 2019 – 10h

Praça do Chafariz – Laguna – SC

Brechó da Humanidade

10 de Julho de 2019 – 09h e 11h

Escola Palmira Morais de Miranda – Pescaria Brava – SC

Apresentações ao Chapeú

O Teatro de Caixa \ Junho de 2019

O Teatro de Caixa

23 de Junho de 2019 – à partir das 10h

Brique da Redenção – Área dos Antiquários – Porto Alegre – RS

Apresentação ao Chapéu

Recrearte \ Julho de 2019

O Teatro de Caixa

19, 20, 26 e 27 de Junho de 2019

Portão e Capela de Santana – RS

Maratona de Teatro \ Gravataí \ 2019

Semana do Teatro

O Teatro de Caixa

30 de Março de 2019 – à partir das 11:30h

Restaurante do Sesc – Gravataí – RS

Festa Literária da Periferia \ 2018

1ª Festa Literária da Periferia

O Teatro de Caixa

Quadra Unidos da Vila Mapa – Lomba do Pinheiro – Porto Alegre – RS

15 de Dezembro de 2018 – 14h

Evento foi realizado pela BeaBah – Bibliotecas Comunitárias do Rio Grande do Sul.

Fotografia Divulgação

Fundação Iberê Camargo \ Porto Alegre \ 2018

Neste final de semana, 08 e 09 de Dezembro de 2018, O Teatro de Caixa ocupa a Fundação Iberê Camargo, em Porto Alegre. Serão duas apresentações, sempre às 17h, entre o átrio e a área externa da magnífica edificação que acolhe a instituição.

A Fundação Iberê Camargo foi criada em 1995, com a missão de preservar, investigar e divulgar a obra de Iberê Camargo, além de aproximar o público deste que é um dos grandes nomes da arte brasileira do século XX, estimulando a reflexão sobre arte, cultura e educação por meio de programas transdisciplinares e do fomento à própria produção artística.

A atual sede da Fundação, inaugurada em maio de 2008, foi projetada pelo arquiteto português Álvaro Siza, um dos mais relevantes da contemporaneidade. O prédio, criado para abrigar o acervo e todas as demais atividades, possui salas expositivas, átrio, reserva técnica, centro de documentação e pesquisa, ateliê de gravura, ateliê do programa educativo, auditório, loja, cafeteria, estacionamento e parque ambiental projetado pela Fundação Gaia.

Sinopse:

Pequeno e minimal, mas com camadas de recursos, O Teatro de Caixa é de grandes intenções. Mistura as linguagens do teatro lambe-lambe com o toy theatre, conduz a plateia pelos espaços do teatro, põe cinco pessoas a ouvir uma história em fones de ouvido e outras tantas a assistir tudo isso.

A performance instiga e coloca o espectador em cena, constrói uma armadilha dramatúrgica e no fim insere o público nas aventuras do contador de histórias Valentin.

Adaptado do conto Os Músicos de Bremen, dos Irmãos Grimm, o espetáculo acontece à partir da manipulação de figuras dentro de uma caixa, que ora parece uma máquina, ora parece um antigo brinquedo.

Uma mini epopeia, repleta de segredos e mistérios.

Direção de Liane Venturella

Atuação de Rudinei Morales

Trilha Sonora Original de Álvaro RosaCosta

Classificação Livre

Feira do Livro \ Erechim \ 2018

O Teatro de Caixa realizará sete apresentações itinerantes na 20ª Feira do Livro de Erechim, marcando seu retorno à cidade que sempre o acolheu com muito carinho e hospitalidade. E em clima de amizade, o pequeno espetáculo pretende encantar e reencontrar velhos e bons amigos.

Dia 1/12: 11h, 15h, 16:30h e 18h

Dia 2/12: 14:30h, 16h e 18:30h

A solenidade no início na noite de segunda-feira, 26 de Novembro, prestigiada por autoridades, representantes de entidades e comunidade em geral, marcou oficialmente a abertura da Feira do Livro de Erechim 2018. A literatura tomou a Rua Nelson Ehlers transformando-a em endereço de referência para a vasta programação que se estende até o dia 2 de Dezembro. Expositores, espaços institucionais e atividades permanentes serão norteados pelo tema desta vigésima edição: “100 anos em palavras”.

Sinopse:

Pequeno e minimal, mas com camadas de recursos, O Teatro de Caixa é de grandes intenções. Mistura as linguagens do teatro lambe-lambe com o toy theatre, conduz a plateia pelos espaços do teatro, põe cinco pessoas a ouvir uma história em fones de ouvido e outras tantas a assistir tudo isso.

A performance instiga e coloca o espectador em cena, constrói uma armadilha dramatúrgica e no fim insere o público nas aventuras do contador de histórias Valentin.

Adaptado do conto Os Músicos de Bremen, dos Irmãos Grimm, o espetáculo acontece à partir da manipulação de figuras dentro de uma caixa, que ora parece uma máquina, ora parece um antigo brinquedo.

Uma mini epopeia, repleta de segredos e mistérios.

Direção de Liane Venturella

Atuação de Rudinei Morales

Trilha Sonora Original de Álvaro RosaCosta

Classificação Livre

Iberê nas Praças \ Novembro de 2018

O projeto Iberê nas Praças levará uma série de atividades artísticas e socioambientais a municípios da região metropolitana de Porto Alegre. O lançamento foi no dia 24 de Agosto de 2018 no auditório da Fundação Iberê Camargo, quando foram recebidos prefeitos e secretários de educação e cultura dos municípios que receberão as ações.

O projeto Iberê nas Praças consiste na oferta de oficinas e conteúdos culturais, por meio de livros e tecnologia digital, apresentando o artista Iberê Camargo e a sua obra e, propiciando a vivência de oficinas artísticas, com diferentes técnicas e diversas linguagens como gravura, apresentações do espetáculo O Teatro de Caixa e atividades com imagens e materiais táteis. O projeto funcionará de forma itinerante, sempre aos sábados e domingos em praças ao ar livre.

Com o intuito de contribuir para o desenvolvimento das comunidades em que o projeto está inserido, as oficinas de gravura também serão ações de conscientização socioambiental, com a utilização de materiais recicláveis, como caixas com revestimento tetrapak para a produção das matrizes e papel reciclado para a produção das impressões.

A primeira etapa deste programa acontece no mês de Novembro de 2018, percorrendo seis cidades: Alvorada, Cachoeirinha, Guaíba, Eldorado do Sul, Gravataí e Viamão, sempre nos finais de semana, com uma programação dividida em dois horários: das 9h às 12h e das 14h às 17h:

Alvorada – 10 de novembro
Cachoeirinha – 11 de novembro
Guaíba – 17 de novembro
Eldorado do Sul – 18 de novembro
Gravataí – 24 de novembro
Viamão – 25 de novembro

Sinopse:

Pequeno e minimal, mas com camadas de recursos, O Teatro de Caixa é de grandes intenções. Mistura as linguagens do teatro lambe-lambe com o toy theatre, conduz a plateia pelos espaços do teatro, põe cinco pessoas a ouvir uma história em fones de ouvido e outras tantas a assistir tudo isso.

A performance instiga e coloca o espectador em cena, constrói uma armadilha dramatúrgica e no fim insere o público nas aventuras do contador de histórias Valentin.

Adaptado do conto Os Músicos de Bremen, dos Irmãos Grimm, o espetáculo acontece à partir da manipulação de figuras dentro de uma caixa, que ora parece uma máquina, ora parece um antigo brinquedo.

Uma mini epopeia, repleta de segredos e mistérios.

Direção de Liane Venturella
Atuação de Rudinei Morales
Trilha Sonora Original de Álvaro RosaCosta

Fotografia de Fernando Ferreira

Classificação Livre

Feira do Livro \ Camaquã \ 2018

O Teatro de Caixa é um espetáculo de Teatro de Figuras na rua. Apresenta as aventuras do contador de histórias Valentin e funde o conto “Os Músicos de Bremem”, dos Irmãos Grimm, à antiga técnica de animação Toy Theatre.

Selando sete anos de circulação, desde sua estreia em 09 de Outubro de 2011, o espetáculo segue em circulação, confirmando sua vocação para a itinerância, pois já realizou temporadas por diversas cidades no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Mato Grosso e Rio de Janeiro em diversos eventos e circuitos ligados à literatura, às artes plásticas e ao próprio teatro.

No dia 18 de Outubro de 2018, Rudinei Morales apresenta o Teatro de Caixa na Feira do Livro em dois horários, às 10h e às 13h30.

Às 14h45, Morales estará ministrando uma Oficina de Teatro exclusivamente para escolas, cujos alunos participarão do Festival Escola Arte durante a feira.

blogdojuares.com.br

Festirua \ Bombinhas \ 2018

Entre 20 e 27 de Abril de 2018 Bombinhas sediou o 1° Festirua \ Festival Internacional de Teatro e Títeres de Rua, com atrações internacionais de 7 países. Em paralelo, aconteceu o Festilambe Valparaíso-Chile, extensão oficial do mais tradicional e reconhecido Festival de Teatro Lambe-lambe do mundo.

O Tetro de Caixa realizou um linda apresentação no dia 21 de Abril de 2018, às 10h no Mirante da Praia de Quatro Ilhas, um paraíso à beira mar.

Sinopse:

Pequeno e minimal, mas com camadas de recursos, O Teatro de Caixa é de grandes intenções. Mistura as linguagens do teatro lambe-lambe com o toy theatre, conduz a plateia pelos espaços do teatro, põe cinco pessoas a ouvir uma história em fones de ouvido e outras tantas a assistir tudo isso.

A performance instiga e coloca o espectador em cena, constrói uma armadilha dramatúrgica e no fim insere o público nas aventuras do contador de histórias Valentin.

Adaptado do conto Os Músicos de Bremen, dos Irmãos Grimm, o espetáculo acontece à partir da manipulação de figuras dentro de uma caixa, que ora parece uma máquina, ora parece um antigo brinquedo.

Uma mini epopeia, repleta de segredos e mistérios.

Direção de Liane Venturella
Atuação de Rudinei Morales
Trilha Sonora Original de Álvaro RosaCosta

Classificação Livre

O Teatro de Caixa \ Temporada Inédita \ 2018

Depois de seis anos na estrada, o pequeno espetáculo O Teatro de Caixa realiza uma temporada continuada e inédita em Porto Alegre. Serão oito apresentações entre os dias 18 e 25 de Fevereiro de 2018, sendo de 20 a 24 na Casa de Cultura Mario Quintana.

Dia 18/02 (domingo) | 12h às 13h30 | Brique da Redenção (Rua José Bonifácio – próximo à Travessa da Paz – Área dos Antiquários);
Dia 19/02 (segunda-feira) | 18h às 19h30 | Praça do Aeromóvel (Orla do Guaíba);
Dia 20/02 (terça-feira) | 18h às 19h30 | Jardim Lutzemberger (5º andar da Casa de Cultura Mario Quintana);
Dias 21, 22, 23 e 24/02 (quarta a sábado) | 18h às 19h30 | Travessa dos Cataventos da Casa de Cultura Mário Quintana;
Dia 25/02 (domingo) | 12h às 13h30 | Brique da Redenção (Rua José Bonifácio – próximo à Travessa da Paz – Área dos Antiquários);

Pequeno e minimal, mas com camadas de recursos, O Teatro de Caixa mistura as linguagens do teatro lambe-lambe ao toy theatre, conduz a plateia pelos espaços do teatro, põe cinco pessoas a ouvir uma história em fones de ouvido e outras tantas a assistir tudo isso.

A performance instiga e coloca o espectador em cena, constrói uma armadilha dramatúrgica e no fim insere o público nas aventuras do contador de histórias Valentin. Adaptado do conto Os Músicos de Bremen, dos Irmãos Grimm, o espetáculo acontece a partir da manipulação de figuras dentro de uma caixa que, ora parece uma máquina, ora parece um antigo brinquedo.

Desde a estreia em 2011, a performance participa de diversos festivais pelo Brasil e também integra projetos de caráter internacional. A pesquisa que começou em 2007, rendeu convites que mantiveram o espetáculo circulando por São Paulo nos últimos dois anos e agora, de volta à terra natal, surge um momento único e oportuno para aqueles que ainda não estiveram em contato com este teatro que desconhece barreiras e abriga o extenso universo da imaginação.

Direção de Liane Venturella
Atuação de Rudinei Morales
Trilha Sonora Original de Álvaro RosaCosta

Fotografia de Alexandre Oguido

Classificação Livre

Verão Cultural \ Rio Grande \ 2018

Pela primeira vez em Rio Grande, o pequeno e curioso espetáculo chegou ao sul do Rio Grande do Sul para uma apresentação na Praia do Cassino.

A função aconteceu no dia 25 de Janeiro de 2016 às 21:30h, dentro da programação do Verão Cultural 2018 – Praia do Cassino.

O projeto é uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Rio Grande e a produção executiva foi da atenciosa Cíntia Campos, Diretora Artística da Secretaria de Cultura e Turismo no município.

Sinopse:

Pequeno e minimal, mas com camadas de recursos, O Teatro de Caixa é de grandes intenções. Mistura as linguagens do teatro lambe-lambe com o toy theatre, conduz a plateia pelos espaços do teatro, põe cinco pessoas a ouvir uma história em fones de ouvido e outras tantas a assistir tudo isso.

A performance instiga e coloca o espectador em cena, constrói uma armadilha dramatúrgica e no fim insere o público nas aventuras do contador de histórias Valentin.

Adaptado do conto Os Músicos de Bremen, dos Irmãos Grimm, o espetáculo acontece à partir da manipulação de figuras dentro de uma caixa, que ora parece uma máquina, ora parece um antigo brinquedo.

Uma mini epopeia, repleta de segredos e mistérios.

Direção de Liane Venturella
Atuação de Rudinei Morales
Trilha Sonora Original de Álvaro RosaCosta

Fotografia de León Naiflesch

Classificação Livre

Bento Figueiredo \ Porto Alegre \ 2017

Na última apresentação de 2017, O Teatro de Caixa foi até a 8ª Festa de Rua da Bento Figueiredo, em Porto Alegre, no dia 10 de Dezembro, para encantar olhares e derreter corações.

Com uma performance impecável, o contador de histórias Valentin, conquistou o público e fez chorar de alegria os mais sensíveis.

Sinopse:

Pequeno e minimal, mas com camadas de recursos, O Teatro de Caixa é de grandes intenções. Mistura as linguagens do teatro lambe-lambe com o toy theatre, conduz a plateia pelos espaços do teatro, põe cinco pessoas a ouvir uma história em fones de ouvido e outras tantas a assistir tudo isso. A performance instiga e coloca o espectador em cena, constrói uma armadilha dramatúrgica e no fim insere o público nas aventuras de Valentin.

Direção de Liane Venturella
Atuação de Rudinei Morales
Trilha Sonora Original de Álvaro RosaCosta

Fotografia de Carolina Disegna

Classificação Livre

Mostra Sustentação \ 2017

A Mostra Sustentável de de Teatro de Bonecos teve a honra de finalizar sua segunda edição, no dia 05 de Novembro de 2017,  em grande estilo com a comemoração dos seis anos de existência e resistência do projeto #solosanimados, com a linda, generosa e inesquecível apresentação d’O Teatro de Caixa, na atuação de Rudinei Morales, sob a direção sensível de Liane Venturella.

Lindo demais!

Sinopse:

Pequeno e minimal, mas com camadas de recursos, O Teatro de Caixa é de grandes intenções. Mistura as linguagens do teatro lambe-lambe com o toy theatre, conduz a plateia pelos espaços do teatro, põe cinco pessoas a ouvir uma história em fones de ouvido e outras tantas a assistir tudo isso.

A performance instiga e coloca o espectador em cena, constrói uma armadilha dramatúrgica e no fim insere o público nas aventuras do contador de histórias Valentin.

Adaptado do conto Os Músicos de Bremen, dos Irmãos Grimm, o espetáculo acontece à partir da manipulação de figuras dentro de uma caixa, que ora parece uma máquina, ora parece um antigo brinquedo.

Uma mini epopeia, repleta de segredos e mistérios.

Venham todos e todas, tragam sua alegria!

Direção de Liane Venturella
Atuação de Rudinei Morales
Trilha Sonora Original de Álvaro RosaCosta

Fotografia de José Renato Lopes

Classificação Livre

Festival Espetacular de Teatro \ Curitiba \ 2017

Selecionados para o 21º Festival Espetacular de Teatro de Bonecos de Curitiba, os espetáculos que compõem o projeto #solosanimados apresentam-se nos dias 17 e 18 de Julho na capital paranaense.

No dia 17 de Julho de 2017 Brechó da Humanidade abre oficialmente o festival às 19h, no Teatro José Maria Santos e logo após a apresentação haverá uma conversa sobre o espetáculo.

No dia 18 de Julho de 2017 é a vez d’O Teatro de Caixa apresentar-se às 14h em frente ao Teatro Guaíra, na Praça Santos Andrade, lugar conhecido pelo “Teatrinho”, que lá esteve em Julho de 2013 para duas apresentações inesquecíveis.

O Festival Espetacular de Teatro de Bonecos de Curitiba é produzido anualmente pelo Departamento de Produções Artísticas do Teatro Guaíra e financiado pelo Governo do Estado do Paraná. É uma das mais importantes instancias do gênero teatral e anualmente reverência a produção nacional e internacional, promovendo o encontro entre artistas e público além do intercâmbio entre bonequeiros de diversas gerações.

O projeto #solosanimados é  uma proposta de pesquisa ampla e continuada, focada na produção e circulação de espetáculos teatrais de repertório que utilizem, na sua concepção dramatúrgica, diferentes técnicas do Teatro de Formas Animadas. Tem como fundamento a manutenção, na equipe de criação, de Liane Venturella dirigindo e  Rudinei Morales atuando. Transita do antigo teatro de animação à vanguarda do gênero, iluminada, ora pelo aprofundamento da teatralidade, ora pela ênfase no caráter espetacular.

A pesquisa busca, se não um novo caminho, uma nova forma de apropriação do Teatro de Formas Animadas à partir da experiência e da qualidade destes dois artistas.

 

O Teatro de Caixa \ Julho de 2017

No Domingo, 09 de Julho de 2017, às 14:30h o Teatrinho voltou ao Brique da Redenção, sua casa maior em Porto Alegre.

A apresentação foi um aquecimento antes da sua participação no 21º Festival Espetacular de Teatro de Bonecos de Curitiba, nos dias 17 e 18 de Julho de 2017.

Sinopse:

Pequeno e minimal, mas com camadas de recursos, O Teatro de Caixa é de grandes intenções. Mistura as linguagens do teatro lambe-lambe com o toy theatre, conduz a plateia pelos espaços do teatro, põe cinco pessoas a ouvir uma história em fones de ouvido e outras tantas a assistir tudo isso. A performance instiga e coloca o espectador em cena, constrói uma armadilha dramatúrgica e no fim insere o público nas aventuras de Valentin.

Direção de Liane Venturella
Atuação de Rudinei Morales
Trilha Sonora Original de Álvaro RosaCosta

Classificação Livre

O Teatro de Caixa \ Carnaval 2017

Nos dias 26 e 27 de Fevereiro, O Teatro de Caixa realizou apresentações na Barra de Ibiraquera, cidade de Imbituba\SC, dentro dos festejos do Carnalval 2017.

Distante do convencional e ocupando o lugar de destaque que lhe conferem os mais cinco anos de circulação, o pequeno espetáculo de Teatro de Figuras encantou crianças e adultos e mais uma vez provou sua vocação para a itinerância.

No dia 19 de Março retorna à cidade natal, depois de temporada de verão em São Paulo, numa função que acontecerá no Museu Joaquim José Felizardo, na Cidade Baixa, em Porto Alegre.

Sinopse:

Pequeno e minimal, mas com camadas de recursos, O Teatro de Caixa é de grandes intenções. Mistura a linguagem do teatro lambe-lambe ao toy theatre, conduz a plateia pelos espaços do teatro, põe cinco pessoas a ouvir uma história em fones de ouvido e outras tantas a assistir tudo isso.

A performance instiga e coloca o espectador em cena, constrói uma armadilha dramatúrgica e ao final insere o público nas aventuras do contador de histórias Valentin.

Adaptado do conto Os Músicos de Bremen, dos Irmãos Grimm, o espetáculo acontece à partir da manipulação de figuras dentro de uma caixa, que ora parece uma máquina, ora parece um antigo brinquedo.

Uma mini epopeia, repleta de segredos e mistérios.

Venham todos e todas, tragam sua alegria!

Direção de Liane Venturella
Atuação de Rudinei Morales
Trilha Sonora Original de Álvaro RosaCosta

Classificação Livre

Sesc Vila Mariana \ São Paulo \ 2017

Iniciando os trabalhos de 2017, O Teatro de Caixa foi à São Paulo para uma temporada no Sesc Vila Marina. As apresentações aconteceram nos dias 14 e 29 de Janeiro e 19 de Fevereiro, das 15h às 17h.

Sinopse:

Pequeno e minimal, mas com camadas de recursos, O Teatro de Caixa é de grandes intenções. Mistura a linguagem do teatro lambe-lambe ao toy theatre, conduz a plateia pelos espaços do teatro, põe cinco pessoas a ouvir uma história em fones de ouvido e outras tantas a assistir tudo isso.

A performance instiga e coloca o espectador em cena, constrói uma armadilha dramatúrgica e ao final insere o público nas aventuras do contador de histórias Valentin.

Adaptado do conto Os Músicos de Bremen, dos Irmãos Grimm, o espetáculo acontece à partir da manipulação de figuras dentro de uma caixa, que ora parece uma máquina, ora parece um antigo brinquedo.

Uma mini epopeia, repleta de segredos e mistérios.

Direção de Liane Venturella
Atuação de Rudinei Morales
Trilha Sonora Original de Álvaro RosaCosta

Fotografia de Jaque Vasconcellos em Sesc Vila Mariana

O Teatro de Caixa \ Dezembro de 2016

Celebrando seu 5º ano de circulação, desde sua estreia em 2011, o curioso espetáculo de Teatro de Figuras realiza uma inesquecível apresentação na capital gaúcha.

A função acontece neste Domingo, 18 de Dezembro de 2016, às 14:30h, no Brique da Redenção, na Rua José Bonifácio, imediações da Travessa da Paz, na área dos Antiquários, em Porto Alegre.

E confirmando sua vocação para itinerância e habilidade para ocupar espaços alternativos, parte para São Paulo ainda em 2016, onde cumprirá temporada no verão paulistano.

Sinopse:

Pequeno e minimal, mas com camadas de recursos, O Teatro de Caixa é de grandes intenções. Mistura as linguagens do teatro lambe-lambe com o toy theatre, conduz a plateia pelos espaços do teatro, põe cinco pessoas a ouvir uma história em fones de ouvido e outras tantas a assistir tudo isso.

A performance instiga e coloca o espectador em cena, constrói uma armadilha dramatúrgica e no fim insere o público nas aventuras do contador de histórias Valentin.

Adaptado do conto Os Músicos de Bremen, dos Irmãos Grimm, o espetáculo acontece à partir da manipulação de figuras dentro de uma caixa, que ora parece uma máquina, ora parece um antigo brinquedo.

Uma mini epopeia, repleta de segredos e mistérios.

Venham todos e todas, tragam sua alegria!

Direção de Liane Venturella
Atuação de Rudinei Morales
Trilha Sonora Original de Álvaro RosaCosta

Fotografia de Celso Pacheco

Classificação Livre

Sesc Pompéia \ São Paulo \ 2016

Foi com delicadeza que O Tetro de Caixa realizou, no dia 12 de Outubro de 2016 na cidade de São Paulo, duas inesquecíveis apresentações.

A função aconteceu no Sesc Pompéia.

O lugar foi compartilhado com a Póin – Pequena Orquestra Itinerante, que tem como maestro o amável Gustavo Finkler.

Pequeno e minimal, mas com camadas de recursos, O Teatro de Caixa é de grandes intenções. Mistura as linguagens do teatro lambe-lambe com o toy theatre, conduz a plateia pelos espaços do teatro, põe cinco pessoas a ouvir uma história em fones de ouvido e outras tantas a assistir tudo isso.

A performance instiga e coloca o espectador em cena, constrói uma armadilha dramatúrgica e no fim insere o público nas aventuras do contador de histórias Valentin. Adaptado do conto Os Músicos de Bremen, dos Irmãos Grimm, o espetáculo acontece à partir da manipulação de figuras dentro de uma caixa, que ora parece uma máquina, ora parece um antigo brinquedo.

Uma mini epopeia, repleta de segredos e mistérios.

Direção de Liane Venturella
Atuação de Rudinei Morales
Trilha Sonora Original de Álvaro RosaCosta
Fotografia de Alexandre Oguido

Classificação livre!

Cabaret Insólito \ São Paulo \ 2016

O Teatro de Caixa faz uma surpreendente apresentação no dia 28/09/16, à partir das 20:30h, no Cabaret Insólito, espaço de troca em São Paulo, que nasceu da vontade, do encontro e da colaboração entre artistas, marionetistas e circenses.

O movimento que acontece na  última quarta-feira de cada mês, no Condomínio Cultural Mundo Novo, é uma iniciativa de amigos queridos, que convivem neste espaço de experimentação e criação. 

O Coletivo de Ventiladores, a Cia. Mevitevendo, os The Pambazos Bros,o  Coletivo EntreLinhas e a Cia. do Liquidificador são essenciais para a existência e a continuidade do projeto.

É um cabaret, mas também é uma possibilidade de troca e convívio.

O Teatro de Caixa

Direção de Liane Venturella
Atuação de Rudinei Morales
Trilha Sonora Original de Álvaro RosaCosta
Fotografia de Celso Pacheco

Classificação Livre

O Teatro de Caixa \ FILO Londrina \ 2016

Programado para realizar apresentações na 48ª edição do FILO Festival Internacional de Londrina, O Teatro de Caixa alegra-se com sua participação neste que é um dos mais importantes festivais de teatro do Brasil!

As apresentações acontecem nos dias 07 e 08 de Setembro de 2016, sempre às 16h.

Secretaria Municipal de Cultura
Praça 1º de Maio, 110
Londrina \ PR

Sinopse:

Pequeno e minimal, mas com camadas de recursos, O Teatro de Caixa é de grandes intenções. Mistura as linguagens do teatro lambe-lambe com o toy theatre, conduz a plateia pelos espaços do teatro, põem cinco pessoas a ouvir uma história em fones de ouvido e outras tantas a assistir tudo isso.

A performance instiga e coloca o espectador em cena, constrói uma armadilha dramatúrgica e no fim insere o público nas aventuras do contador de histórias Valentin. Adaptado do conto Os Músicos de Bremen, dos Irmãos Grimm, o espetáculo acontece à partir da manipulação de figuras dentro de uma caixa, que ora parece uma máquina, ora parece um antigo brinquedo.

Uma mini epopeia, repleta de segredos e mistérios.

Direção de Liane Venturella
Atuação de Rudinei Morales
Trilha Sonora Original de Álvaro RosaCosta

Fotografia de Rafael Pires

Classificação Livre

 

Feira do Livro \ Nova Santa Rita \ 2016

Programado para a Feira do Livro de Nova Santa Rita, o espetáculo O Teatro de Caixa realizou apresentação no dia 12 de Agosto de 2016, às 9h da manhã, para alunos da rede pública do município.

A função foi programada pela unidade Sesc Navegantes e produzida pela engajada agente de cultura Iná Grabin.


Pequeno e minimal, mas com camadas de recursos, O Teatro de Caixa é de grandes intenções. Mistura as linguagens do teatro lambe-lambe com o toy theatre, conduz a plateia pelos espaços do teatro, põem cinco pessoas a ouvir uma história em fones de ouvido e outras tantas a assistir tudo isso.

A performance instiga e coloca o espectador em cena, constrói uma armadilha dramatúrgica e no fim insere o público nas aventuras do contador de histórias Valentin. Adaptado do conto Os Músicos de Bremen, dos Irmãos Grimm, o espetáculo acontece à partir da manipulação de figuras dentro de uma caixa, que ora parece uma máquina, ora parece um antigo brinquedo.

Uma mini epopeia, repleta de segredos e mistérios.

Direção de Liane Venturella
Atuação de Rudinei Morales
Trilha Sonora Original Álvaro RosaCosta
Fotografia de Gabriela Argenta

Classificação livre

O Teatro de Caixa \ Julho de 2016

Domingo, 17 de Julho de 2016, no Brique da Redenção, às 14:30h.

Rua José Bonifácio, nas imediações da Travessa da Paz, na área dos Antiquários.

Apresentação autônoma, independente e gratuita.

Sinopse:

Pequeno e minimal, mas com camadas de recursos, O Teatro de Caixa é de grandes intenções. Mistura as linguagens do teatro lambe-lambe com o toy theatre, conduz a plateia pelos espaços do teatro, põem cinco pessoas a ouvir uma história em fones de ouvido e outras tantas a assistir tudo isso.

A performance instiga e coloca o espectador em cena, constrói uma armadilha dramatúrgica e no fim insere o público nas aventuras do contador de histórias Valentin. Adaptado do conto Os Músicos de Bremen, dos Irmãos Grimm, o espetáculo acontece à partir da manipulação de figuras dentro de uma caixa, que ora parece uma máquina, ora parece um antigo brinquedo.

Uma mini epopeia, repleta de segredos e mistérios.

Direção de Liane Venturella
Atuação de Rudinei Morales
Trlha Sonora Original de Álvaro RosaCosta
Fotografia de Márcio Camboa

Classificação livre

Sesc Carmo \ São Paulo \ 2016

Programado para o projeto Grandes Férias – Mini Brinquedos, o espetáculo O Teatro de Caixa apresentou-se em São Paulo, no Sesc Carmo, às 13h e às 17h do dia 28 de Julho de 2016.


Pequeno e minimal, mas com camadas de recursos, O Teatro de Caixa é de grandes intenções. Mistura as linguagens do teatro lambe-lambe com o toy theatre, conduz a plateia pelos espaços do teatro, põem cinco pessoas a ouvir uma história em fones de ouvido e outras tantas a assistir tudo isso.

A performance instiga e coloca o espectador em cena, constrói uma armadilha dramatúrgica e no fim insere o público nas aventuras do contador de histórias Valentin. Adaptado do conto Os Músicos de Bremen, dos Irmãos Grimm, o espetáculo acontece à partir da manipulação de figuras dentro de uma caixa, que ora parece uma máquina, ora parece um antigo brinquedo.

Uma mini epopeia, repleta de segredos e mistérios.

Direção de Liane Venturella
Atuação de Rudinei Morales
Trilha Sonora Original Álvaro RosaCosta
Fotografia de Gabriela Argenta

Classificação livre

Entrevista \ Sesc São Paulo \ 2014

Rudinei Morales Fora da Caixa

A EOnline conversou com o ator, cenógrafo e diretor, que apresenta o espetáculo Teatro de Caixa nos próximos meses em três unidades do Sesc \ SP.

O espetáculo O Teatro de Caixa é resultado de uma pesquisa de cinco anos realizada pelo ator e cenógrafo Rudinei Morales sobre o Toy Theatre, uma variante do Teatro de Figuras. Adaptação do conto Os Músicos de Bremen – dos Irmãos Grimm – o espetáculo acontece com a manipulação de personagens dentro de uma caixa, que ora parece uma máquina, ora parece um antigo brinquedo. O responsável pela manipulação – e também pelo entretenimento do público presente – é Valentim, um contador de histórias vivido por Morales.

Foi no deslocamento de Porto Alegre para São Paulo, onde apresenta seu espetáculo nas unidades Sesc \ SP em Itaquera, Sorocaba e Campinas, que o ator, cenógrafo e diretor reservou um tempo para conversar com a EOnline sobre sua paixão pelo teatro. “O teatro sempre esteve na minha vida, é uma arte que a gente nasce sabendo fazer, é muito antiga, já está no nosso DNA. Sempre brinquei de fazer teatro. No final de 1999, ao reencontrar o amigo e ator Sérgio Etchichury – ao acaso na rua, em Porto Alegre – tudo ficou mais sério. Depois de uma longa conversa, ele cogitou que eu trancasse a faculdade de administração e fizesse um curso no Depósito de Teatro, onde ele estava dando aulas. O Serginho é um cara que eu sempre admirei, seu trabalho e sua postura diante do teatro, e por isso confiei no seu ‘convite’. Eu larguei a faculdade e fui fazer os cursos do Depósito. Em 2000, passei a encarar o teatro como profissão, com os mestres Sérgio Etchichury, Sandra Possani e Roberto Oliveira, além de Liane Venturella que é diretora do espetáculo”.

Responsável também pela produção, cenografia, ilustrações e pelo material gráfico do espetáculo, Rudinei é pesquisador das Artes Plásticas e já realizou duas exposições no Sesc de Porto Alegre. “O teatro está fundamentalmente ligado às artes plásticas, ao meu ver. A manifestação de uma ideia teatral não se dá apenas no corpo do ator, ela passa pelo corpo, mas tende a se estender além dos limites do corpo. Por isso existe a cenografia, a luz, o figurino, os adereços e os bonecos. Eu acho muito importante saber como se dão os processos construtivos e quais os materiais mais apropriados. É a tinta, é a agulha, é o lápis, são os pregos. E o teatro devolve às artes plásticas seus favores na forma de ação, de ritmo e de frescor. Eu ainda incluiria a música nesta lista de indispensáveis: Teatro, Artes Plásticas e Música”.

Quanto à encenação em espaços abertos, como praças e parques, Morales salienta a troca ininterrupta com o público nas apresentações: “O desafio é permanecer presente, apropriar-se do espaço. Tem que ficar presente, no presente, no momento, olho no olho. Apesar de ser um solo, o espetáculo necessita da participação do público o tempo inteiro, e daí se estabelece uma intimidade e começa a troca. As pessoas querem participar, são generosas, trazem suas histórias, entram na brincadeira. São muitas histórias que surgem disso. Um ciclista trouxe água, agradecido porque o espetáculo deixou seu dia mais feliz. Uma menina que saiu durante o espetáculo e foi em casa buscar a prima porque ela precisava assistir. As vovós que ficam contando suas histórias quando o espetáculo termina… Na medida em que consigo, tudo se torna história e acrescento ao espetáculo algumas citações que surgem espontaneamente do público. Uma das mais recentes tem a ver com a resposta dada por uma menina à pergunta feita durante o espetáculo: O que surge depois da Alegria? A resposta foi: Depois da alegria, surge a esperança!” finaliza.

Feira do Livro \ Minas do Leão \ 2013

9ª Feira do Livro de Minas do Leão

O Teatro de Caixa

13 de Setembro de 2013 – 10 e 14:30h

Praça Cândido Francisco De Oliveira – Minas do Leão – RS

1